Atendimento de Segunda a Sexta - 8:30 às 12:00 | 13:00 às 19:00
(48) 3626-2407
Facebook Sinpaaet

Nota Oficial

O SINPAAET vem a público lamentar a aprovação pelo Senado, na última terça-feira, 11/07, da proposta de Reforma Trabalhista.
Compartilhar no Facebook Tweetar

13/07/2017

nota-oficial

O SINPAAET vem a público lamentar a aprovação pelo Senado, na última terça-feira, 11/07, da proposta de Reforma Trabalhista, que na prática acaba com a legislação trabalhista vigente. Ela oficializa o trabalho intermitente e a escravidão "moderna" da classe trabalhadora brasileira, que permite, sem represálias, jornadas de até doze horas de trabalho. Sem mencionar as gestantes, cujas atividades laborais poderão ser realizadas em locais insalubres.

O Senado Brasileiro é composto em sua grande maioria (mais de 80%) por empresários e representantes de empresários. Ou seja, foi uma maioria absoluta de patrões que aprovou a lei que regulará as relações de trabalho. Situação idêntica ocorre na Câmara dos Deputados, cuja maioria de parlamentares é formada por empresários ou seus representantes.

Foi essa representatividade do patronato que no Congresso nacional aprovou o maior retrocesso da história do Brasil.

Devemos lembrar que todos os políticos brasileiros são eleitos pelo povo e para o povo deveriam legislar, representar e defender. Infelizmente nosso país passa por uma grave crise moral e política, onde esse dever está deturpado.

E neste espaço queremos também lamentar e repudiar os votos dos três senadores catarinenses que votaram contra a classe trabalhadora.

Perdemos uma batalha, mas seguiremos na luta de cabeça erguida, com a tranquilidade de estarmos cumprindo com nossa missão de defender os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, e com a disposição para conquistarmos mais e exigirmos ética, dignidade e comprometimento com os que deveriam nos representar.

Fonte: Assessoria de Imprensa

MAIS NOTÍCIAS

sinpaaet-convoca-assembleia-extraordinaria
07/11/2017
Nesse sábado haverá Assembleia Extraordinária que tem como pauta o Relatório do Grupo de Trabalho Unisul Leia mais +
reforma-trabalhista-em-perguntas-e-respostas
06/11/2017
Por José Geraldo de Santana Oliveira* Desde o dia 13 de julho de 2017, data em que foi sancionada a Lei N. 13.467, qu... Leia mais +
empresas-ja-oferecem-vagas-pela-nova-clt
01/11/2017
A menos de duas semanas da entrada em vigor da reforma trabalhista, empresas já começam a oferecer vagas para trabalhado... Leia mais +
sinpaaet-lanca-nota-publica
27/10/2017
Sindicato lamenta suspensão de Grupo de Trabalho Leia mais +
© Sindicato dos Professores e Auxiliares de Administração Escolar de Tubarão.
Demand Tecnologia