Atendimento de Segunda a Sexta - 8:30 às 12:00 | 13:00 às 19:00
(48) 3626-2407
Facebook Sinpaaet

Nota Oficial

O SINPAAET vem a público lamentar a aprovação pelo Senado, na última terça-feira, 11/07, da proposta de Reforma Trabalhista.
Compartilhar no Facebook Tweetar

13/07/2017

nota-oficial

O SINPAAET vem a público lamentar a aprovação pelo Senado, na última terça-feira, 11/07, da proposta de Reforma Trabalhista, que na prática acaba com a legislação trabalhista vigente. Ela oficializa o trabalho intermitente e a escravidão "moderna" da classe trabalhadora brasileira, que permite, sem represálias, jornadas de até doze horas de trabalho. Sem mencionar as gestantes, cujas atividades laborais poderão ser realizadas em locais insalubres.

O Senado Brasileiro é composto em sua grande maioria (mais de 80%) por empresários e representantes de empresários. Ou seja, foi uma maioria absoluta de patrões que aprovou a lei que regulará as relações de trabalho. Situação idêntica ocorre na Câmara dos Deputados, cuja maioria de parlamentares é formada por empresários ou seus representantes.

Foi essa representatividade do patronato que no Congresso nacional aprovou o maior retrocesso da história do Brasil.

Devemos lembrar que todos os políticos brasileiros são eleitos pelo povo e para o povo deveriam legislar, representar e defender. Infelizmente nosso país passa por uma grave crise moral e política, onde esse dever está deturpado.

E neste espaço queremos também lamentar e repudiar os votos dos três senadores catarinenses que votaram contra a classe trabalhadora.

Perdemos uma batalha, mas seguiremos na luta de cabeça erguida, com a tranquilidade de estarmos cumprindo com nossa missão de defender os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, e com a disposição para conquistarmos mais e exigirmos ética, dignidade e comprometimento com os que deveriam nos representar.

Fonte: Assessoria de Imprensa

MAIS NOTÍCIAS

sinpaaet-lanca-campanha-unir-para-garantir
20/09/2017
Diante da aprovação da reforma trabalhista, o futuro da classe trabalhadora está incerto e inseguro, portanto unir forç... Leia mais +
desigualdade-desemprego-e-violencia-assim-e-o-pais-do-ajuste-fiscal-de-meirelles
18/09/2017
Programa de reformas do ministro da Fazenda é voltado a 0,2% da população, agrava disparidades sociais e econômicas e pr... Leia mais +
a-incompatibilidade-da-reforma-trabalhista-e-da-terceirizacao-com-o-ensino
12/09/2017
Como se colhe da literalidade dos dispositivos retrotranscritos, em nenhuma hipótese e/ou justificativa, o trabalho temp... Leia mais +
podres-de-ricos-investem-no-desastre-social
05/09/2017
Economista, professor e um dos mais respeitados pesquisadores sobre a concentração de riqueza no mundo, Antonio David Ca... Leia mais +
© Sindicato dos Professores e Auxiliares de Administração Escolar de Tubarão.
Demand Tecnologia